BIOMPEDÂNCIA

A bioimpedância é um exame que analisa a composição corporal, indicando a quantidade aproximada de músculo, osso e gordura. Seus resultados ajudam também no diagnóstico de fatores de risco nutricional, a fim de possibilitar a prevenção de doenças.

O exame pode ser realizado a cada 3 ou 6 meses, para comparar resultados e verificar a evolução da composição corporal. Além de calcular o peso, a bioimpedância informa a sua porcentagem de gordura, de hidratação, de ossos e de músculos.

Com essas informações, médicos conseguem planejar uma metodologia mais eficiente e precisa para tratar seus pacientes de forma mais adequada e personalizada.

O exame de bioimpedância revela ainda as calorias que o corpo queima ao longo do dia, de acordo com sexo, idade, altura e intensidade da atividade da física.

Como funciona o exame de bioimpedância

Os aparelhos de bioimpedância conseguem avaliar a  porcentagem de gordura, músculo, ossos e água do corpo porque uma corrente elétrica passa pelo corpo através de placas de metal. Essa corrente viaja facilmente pela água e, por isso, tecidos muito hidratados, como os músculos, deixam a corrente passar rapidamente. Já a gordura e os ossos possuem pouca água e, dessa forma, a corrente tem maior dificuldade para passar.

E e assim a diferença entre a resistência da gordura, em deixar a corrente passar, e a velocidade com que ela passa em tecidos como os músculos, por exemplo, permite que o aparelho calcule o valor que indica a quantidade de massa magra, gordura e água.

 

O exame de bioimpedância calcula:

  • Peso real em relação ao percentual de peso de gordura;
  • A porcentagem real de gordura corporal;
  • Índice de massa corporal (IMC);
  • Percentual da quantidade total de água corporal;
  • Taxa metabólica basal, que equivale às calorias gastas diariamente;
  • Relação da cintura/quadril e associação com risco cardíaco;
  • Percentual de massa óssea;
  • Percentual de gordura visceral;
  • Idade metabólica;
  • Aplicação para diferentes faixas etárias.